Onde estava a porra dos adultos nessas horas?

Imagine se um dia você descobrisse que seu colega na escola se tornou um dos maiores psicopatas que já existiram. Esta é a premissa da HQ (história em quadrinhos), em que o próprio autor conta como foi a experiência de estudar com Jeffrey Dahmer anos antes deste vir a se tornar conhecido e como era seu comportamento na escola, quais traços indicavam seu futuro extremamente escuro que estava por vir. Sua escrita e arte traz um certo tom cômico à um assunto que a maioria das pessoas acham assustador (com razão), porém, o mais interessante são os questionamentos levantados durante a história, qual a diferença entre um psicopata e uma pessoa “normal”? O que leva uma pessoa a sentir recompensa em tais atos? O que ocorreu na sua vida para torna-lo desse modo? O que ele sentia internamente? Seria possível evitar com que ele cometesse os assassinatos?

Darkside Books

Esta narrativa se diferencia muito de outros relatos sobre psicopatas, pois ao lê-la percebe-se uma certa intimidade que o escritor possuía com Dahmer, e, é esta proximidade que acaba trazendo um caráter mais emocional, profundo e real nos permitindo enxergar com clareza um assunto muitas vezes mal compreendido.

Através da leitura do livro percebemos que um psicopata se forma pela mistura de um conjunto de elementos, não apenas por um desvio psicológico. Jeffrey Dahmer além de possuir algum tipo de distúrbio, foi abandonado pela mãe, que era extremamente depressiva. Era uma pessoa muito fechada e tímida. Mas o pior, não tinha ninguém para contar o que sentia. Para esconder de si mesmo este turbilhão de coisas que passavam por sua cabeça começou a ingerir muito álcool e como consequência desta repressão intensa, a pressão por expressão destes conteúdos começou a se tornar insuportável, culminando nos atos aterrorizantes que este cometeu.

 

Mesmo se tratando de um assunto difícil de engolir, o escritor escreve e desenha de maneira leve, a narrativa em nenhum momento se torna intensa ou horripilante, e há um certo tom de curiosidade passada do autor para o leitor em tentar entender o que faz com que alguém cometa tais atos e como nós como sociedade poderíamos evitar isso de acontecer. Não há uma resposta final, mas percebe-se que o ser humano tem uma necessidade intrínseca que torna sua vida melhor e o impede de cometer certas loucuras: a de compartilhar experiências.

Em 2017 foi lançado um filme baseado neste livro que foi muito bem recebido pela crítica, mas de certa forma é muito diferente desta história em quadrinhos. Não tem o mesmo tom de comédia obscura que arte de Derf Backderf traz à tona, a sensação de isolamento do personagem principal e a intimidade que este teve com Dahmer. Terminamos de ler e sentimos que conhecemos o assassino pois fomos apresentados a vida interna deste, todos seus questionamentos e angustia por sentir coisas que nem ele queria sentir, por não conseguir se enquadrar na sociedade.

Darkside Books

Título: Meu Amigo Dahmer
Autor: Derf Backderf
Editora: Darkside Books
Ano: 2017
Número de páginas: 288

Sua empresa tem uma biblioteca Kisoul e você quer ler esse livro? Nos mande um ‘oi’ que levamos ele para você =)