Importante – As informações abaixo foram obtidas nas entidades mencionadas. Não nos responsabilizamos pelas mesmas.

Os livros têm sido excelentes companheiros nesses tempos de isolamento. Muitas vezes, melhores até que as inúmeras Lives disponíveis…

Nos perguntamos se o livro poderia ser um elemento propagador do vírus. Essa é uma questão bastante pertinente especialmente quando se fala de bibliotecas. Fomos atrás de mais informações, estudos, recomendações… e compartilhamos com vocês.

Estudos mostram que o papel (livro, jornal…), por ser poroso, é um elemento com baixo potencial de propagação do vírus. A Public Health England informa que o risco de contaminação pelo papel é insignificante após 24h do contato com o vírus. Na mesma linha, um estudo recente da The Lancet informa que o vírus perde sua capacidade de infecção 3 horas após ter contato com o papel.

No tocante a prevenção e desinfecção, praticamente todos os estudos informam que o TEMPO é a melhor forma de desinfecção do livro (posto que não se conhece produtos ou formas de desinfecção eficientes e que não danifiquem o exemplar).

E como as bibliotecas estão procedendo?

Assim como tudo que se refere ao Covid-19 não há uma única resposta ou um único entendimento. Apresentamos alguns deles:

A ALA (American Library Association) aponta para o estudo da Northeast Document Conservation Center (NEDCC). Esse estudo da NEDCC informa que “24 a 48 horas de quarentena para livros retornados são o modo mais seguro e eficiente de desinfectar os mesmos”.

O CRB8 (Conselho Regional de Biblioteconomia da região de SP) menciona parecer de que “seria improvável que alguém possa infectar-se ao manusear, por exemplo, um livro de biblioteca” e recomenda quarentena de 14 dias para os livros retornados às bibliotecas.

A IFLA (International Federation of Library Associations and Institutions) informa que cada país tem adotado medidas próprias. Alguns não adotam quarentena alguma como a Dinamarca. Outros adotam 24h (1 dia) como Austrália e Egito. A República Checa adota 48h (2 dias). Entre os países que adotam quarentena de 72h (3 dias) estão Irlanda, Suiça, Bélgica, Holanda e França. A Eslováquia adota 5 dias de quarentena.

Em resumo, os estudos indicam que o livro tem baixo potencial transmissor e se ele ´descansar´ um pouco o potencial zera.

Boa leitura!

Ah… Em tempos de pandemia e seus impactos sociais e econômicos temos uma mensagem.

Admiramos e respeitamos muito as grandes livrarias e as grandes editoras. Contudo, nesse momento, pedimos que se dê prioridade por comprar em livraria de bairro e/ou títulos de editoras menores! Elas ficarão muito agradecidas!